25.8 C
Paramirim
28 de julho de 2021
Início História O primeiro casamento do Cel. Francisco Brasil Rodrigues da Silva

O primeiro casamento do Cel. Francisco Brasil Rodrigues da Silva

Nasceu Francisco Rodrigues da Silva em 27 de novembro de 1880. Quanto ao local do seu nascimento as informações são contraditórias.   Para uns, chico Brasil nasceu nas imediações de Pau de Colher, para outros, no Arraial de Santo Antônio de Paramirim, ambos pertencentes ao antigo município de Minas do Rio de Contas. O certo é que morou em Canabravinha, Água Quente e Paramirim, onde faleceu aos 84 anos de idade, em 19 de janeiro de 1964. Encontra-se sepultado no Cemitério Dr. Edgard Medrado em jazigo pertencente à família. Era filho do Major Domingos Rodrigues da Silva e Guilhermina Bonfim da Silva, naturais da Freguesia de Nossa Senhora do Carmo do Morro do Fogo.

Iniciou sua carreira política como delegado de polícia do termo de Paramirim, ocasião em que alterou o seu nome original para Francisco Brasil Rodrigues da Silva. Segundo consta para diferenciar de outros xarás existentes na região. Como na época, não havia o cadastro de pessoas físicas, conhecido como CPF, nem RG, a melhor opção era pedir a retificação do nome. Isso para quem se dava ao luxo ou a vaidade de fazê-lo, para não ser confundido com outras pessoas. Francisco Brasil teria que ser único, exclusivo, sem concorrente e sem duplicidade, sem homônimo. Quanto ao sobrenome de seus doze irmãos, apenas José Archimimo e Alexandrino possuíam Rodrigues da Silva, os demais assinavam Bonfim da Silva, inclusive as cinco irmãs. Não haveria nenhuma graça, nenhum impacto se fosse Chico Rodrigues, Chico da Silva ou Chico Bonfim. O Brasil pegou e vingou, mesmo sem explicar a razão da escolha. Pegou de tal forma que se incorporou ao apelido Chico Brasil, pelo qual era mais conhecido na região.

Sua nomeação para o posto de Capitão da 2° Companhia do 54° Batalhão de Infantaria da Guarda Nacional, sediada na Comarca de Minas do Rio de Contas, se deu pelo decreto de 08 de agosto de 1904, conforme se lê na página 03 do Diário Oficial da União, de 13 do referido mês e ano. Na época era solteiro, residia em Água Quente e contava menos de 24 anos de idade. Pelos documentos consultados, daí para frente, Francisco Brasil continua no posto de Capitão por mais de 10 anos. A patente de Coronel aparece na ocasião do seu decreto de nomeação para o cargo de Intendente do município de Paramirim, conforme consta do Diário Oficial do Estado da Bahia, de 12 de dezembro de 1915. Após travar várias lutas pela posse do poder, inclusive sofrer uma tentativa de morte, como aconteceu em 1911, Chico Brasil firma-se como ferrenho chefe político, do município de Paramirim, apesar da oposição mantida pelo Major Felipe José Cardoso e seus simpatizantes.

Casou-se inicialmente com Ormezinda de Magalhães Pereira, provavelmente entre os anos de 1905 a 1907. Não foi encontrado nenhum documento que referendasse o assunto. Também não foi localizado o seu registro de nascimento ocorrido em 1890. É difícil explicar porque as pessoas do passado eram tão desligadas de suas obrigações civis. Poucas famílias declaravam em cartório o nascimento dos filhos ou o óbito de seus familiares. O mais comum era o batismo, mas muitos vigários deixavam de fazer as competentes anotações e quando acontecia faze-las deixavam muito a desejar. Por conta disso, preciosas informações de ordem genealógicas se perderam para sempre, ficando a história desprovida de importantes raízes. Mas como nas ocasiões de crises ou de escassez, qualquer carreiro é caminho, o historiador tem que se inteirar para não correr o risco das suposições infundadas e cair nas malhas da infidelidade dos fatos. Toda cautela nesse sentido é a melhor receita.

Ormezinda de Magalhães Pereira, filha biológica de Sebastião Chaves Pereira e Maria Rosa de Magalhães e Silva, nasceu em Água Quente no ano de 1890. Era neta pelo lado materno do Cel. Liberato José da Silva e trineta do Capitão Antônio Ribeiro de Magalhães, fundador de Paramirim. Foi criada pelos tios Cel Juvêncio Antônio Pereira e Ana Rita de Magalhães e Silva, primitivos donos da fazenda Poço. Faleceu com 18 anos de idade em 25 de abril de 1908. Deixou um único filho que foi batizado com o nome de Juvêncio Pereira Brasil em homenagem ao pai de criação de sua genitora, mais tarde conhecido como Juvencinho ou Juvêncio de Seu Chquinho, nascido em 09 de março de 1908, portanto, 48 dias antes do falecimento da mãe.

Juvêncio Pereira Brasil, filho único do Cel. Francisco Brasil Rodrigues da Silva com Ormezinda de Magalhães Pereira, perdeu a mãe com menos de dois meses de nascido, sendo criado praticamente pelo pai e Dona Ana Rita do Poço como era conhecida a esposa do Cel. Juvêncio. Em 13 de outubro de 1909 falece o seu avô de criação, tornando-se por conta disso, herdeiro de pelo menos metade de seus bens. Nasceu e criou em Água quente, onde faleceu em 1984 com 76 anos de idade, vítima de câncer na faringe, após um longo tratamento na cidade de São Paulo.  Graças a influência de seu pai junto ao governo do Estado, foi nomeado prefeito de Paramirim por Decreto de 24 de maio de 1935, assinado pelo interventor federal. General Jueacy Magalhães, de quem Chico Brasil era amigo e correligionário.

Foi também eleito vereador pela UDN (União Democrática Nacional) por dois mandatos, nos pleitos de 1950 e 195, ocasião em que foi par de importantes nomes da vereança local. Casou-se civilmente com a professora Evagelina do Amor Divino Magalhães, (Dona Fifi) filha do Cel. Hermenegildo Ribeiro de Magalhães (cel. Melé) em 24 de fevereiro de 1941. Foi um grande criador de gado de raça e dono de vastas propriedades. O único filho do Cel. Chiquinho que seguiu carreira política, tanto do primeiro como do segundo casamento.

Faleceu sem deixar filhos aos 76 anos de idade em 1984, devido a um câncer de laringe que levou a perda total de sua voz, apesar de relevante tratamento médico cirúrgico na capital paulista.

Sem Chico Brasil no poder, a história de Paramirim seria outra. Ninguém sabe se para melhor ou para o pior. Cada gestor governa de acordo com as nuances de sua época. Poucos aventuram um passo além do seu tempo. Em muitos faltam empreendedorismo, autenticidade, sensatez. Em outros sobra vaidade, rancor, revanchismo, truculência. O mesmo podemos dizer, sem o seu primeiro casamento, a história do capitão Chiquinho seria outra. Casar com filha única, adotada por um coronel, genro de outro coronel, que mandava e desmandava na política de Água Quente, que possuía sob o seu domínio, uma população indefesa, terras, escravos, agregados e poder, não é para qualquer pretendente. A sorte é para quem Deus dá. Chico Brasil teve a sorte de casar, ter um filho e se constituir legitimo herdeiro dos bens do Cel. Juvêncio, pai adotivo de sua primeira esposa. Daí para frente, Francisco Rodrigues da Silva saiu do anonimato, virou Chico Brasil, se tornou fazendeiro, criador da raça zebu, proprietário das terras do Poço, latifundiário e muito mais do que isso, capitão e coronel da guarda nacional. Foi nomeado delegado de polícia, virou chefe político e intendente, depois prefeito de um próspero município. Casou-se pela segunda vez com uma filha de um outro coronel, com quem construiu uma numerosa prole. Comprou a fazenda Novo Horizonte, o casarão e o sobrado da Praça Santo Antônio, se eternizando na história de Paramirim, como um ícone do coronelismo do sertão da Bahia.

Paramirim, 17 de junho de 2021.

Prof. Domingos

Fonte: Facebook de Domingos Belarmino.

Luis Carlos Billhttps://focadoemvoce.com/
Luiz Carlos Marques Cardoso (Bill) trabalha de forma amadora com fotografia e filmagem. Ele gerencia atualmente dois sites: um de notícias e um pessoal. Está presente nas redes sociais, como no Instagram e Facebook, e tem um canal no YouTube com uma variedade grande de vídeos referentes à região da Chapada Diamantina e do Sertão brasileiro. Sua formação profissional é a de Contador.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Fique Conectado

5,996FãsCurtir
3,600SeguidoresSeguir
105,000InscritosInscrever

Anuncie Aqui

Anunciando sua marca, produto ou serviço nesta página você terá a garantia de visibilidade entre usuários qualificados. São mais de 15.000 usuários únicos e 200.000 visualizações mensais.

Mais Artigos