25.5 C
Paramirim
25 de outubro de 2020
Início Paramirim Se O Santo Antônio Tivesse Acontecido - Resenhas Da Festa

Se O Santo Antônio Tivesse Acontecido – Resenhas Da Festa

Assista ao Vídeo:

Curiosidade da vida

E se os festejos juninos de Santo Antônio tivessem acontecido neste ano de 2020? Neste exato momento, logo após o último dia das trezenas, o que sobrariam eram as resenhas da festa. Você viu aquela danada estava traindo o marido com fulano de tal. Sicrano estava bebinho, mexia com todas as mulheres que encontrava pela frente, inclusive mulher casada. Você viu a dona, cada dia com uma roupa diferente, também, compra e não paga, dizem por aí que ela não apaga nem a luz para dormir, caloteira profissional. E beltrano que ficou devendo na barraca x mais de mil reais, o lucro todo do pobre do barraqueiro, coitado, perdeu o dinheiro, aquele está quebrado, mal pagador, deve todo mundo na praça. Que banda ruim foi aquela, gente. Nunca vi em toda minha vida um som assim, péssimo, de doer os ouvidos. Eu gostei da festa, para mim, foi a melhor que nossa cidade já teve, muito organizada, cheia de pessoas bonitas. A praça lotou, nunca vi uma multidão daquela, foi gente para encher o Maracanã. Os barraqueiros, meia-noite, já tinham vendido tudo, ganharam dinheiro a rodo. E o gerador velho que parou a festa por mais de uma hora, que vergonha, a banda ficou esperando, depois só tocou vinte minutos e foi embora. Bom mesmo foi o rapaz que brigou com dois rapazes da cidade vizinha, que briga linda. A polícia o prendeu e a mãe dele foi atrás de um político para arranjar advogado para soltá-lo, já pensou. E ele já saiu e está com a cara mais limpa, cara mais lavada do mundo pelas ruas da cidade, parece que nada aconteceu. Pior foi o rapaz que ficou sem o dinheiro, havia pessoas roubando na festa, dizem que uma moça esbarrava e um comparsa vinha logo atrás e puxava a carteira, o pobre mais tarde achou a carteira sem nada dentro, coitado, diz que tinha mil reais dentro e os documentos, perdeu tudo. Para que levar mil reais para festa? E a briga do casal. Ela estava certa, mulher tem que bater em homem malandro mesmo, ele ficou olhando para bunda da popozuda, bem feito, teve o que mereceu, safado, sem-vergonha. E o acidente que aconteceu na estrada H, aquela estrada é perigosa demais, o homem bebeu todas. Para quê? Por que não deixou o amigo levar o carro? Sempre estão dizendo: se beber, não dirija. A melhor atração foi chegar já o dia amanhecendo, quieta, onde já se viu, só aqui mesmo. Vim da praça quando o sol já tinha saído. Já eu cheguei em casa uma da manhã, não esperei a atração da noite não. A festa acabou, agora só o ano que vem, que saudade. Graças a Deus que esta festa acabou, oh festa ruim dos infernos.

É mais ou menos assim, quem mora no interior da Bahia sabe como a língua do povo é afiada. De duas uma: ou você mete a língua, ou meterão a língua em você. Que duplo sentido arretado. É melhor parar por aqui. Ano que vem tem mais. Valeu. Tchau. Abraço.

Autor: Luiz Carlos Marques Cardoso.

Luis Carlos Billhttps://focadoemvoce.com/
Luiz Carlos Marques Cardoso (Bill) trabalha de forma amadora com fotografia e filmagem. Ele gerencia atualmente dois sites: um de notícias e um pessoal. Está presente nas redes sociais, como no Instagram e Facebook, e tem um canal no YouTube com uma variedade grande de vídeos referentes à região da Chapada Diamantina e do Sertão brasileiro. Sua formação profissional é a de Contador.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Fique Conectado

5,996FãsCurtir
3,600SeguidoresSeguir
105,000InscritosInscrever

Anuncie Aqui

Anunciando sua marca, produto ou serviço nesta página você terá a garantia de visibilidade entre usuários qualificados. São mais de 15.000 usuários únicos e 200.000 visualizações mensais.

Mais Artigos