deneme bonusu
Primeiro decreto municipal de Paramirim com denominação de ruas | .: Focado em Você :.
21 C
Paramirim
12 de junho de 2024
Início História Primeiro decreto municipal de Paramirim com denominação de ruas

Primeiro decreto municipal de Paramirim com denominação de ruas

O amanhecer do século XX foi marcado por um fato pouco lembrado pelas gerações atuais mas de grande importância para o desenvolvimento de Paramirim, até então classificado como uma simples povoação. Pela lei n° 460, de 16 de julho de 1902, foi transferida para esta povoação a sede do termo de Água Quente, criado na década anterior. Com essa medida, transferiu-se também a Intendência e o conselho, cuja instalação se deu festivamente em 21 de setembro do mesmo ano, data em que foi aclamado o novo intendente municipal, Cel Leopoldo de Sousa Leão.

A campanha para a mudança da sede, favorecida pela sua localização geográfica em relação à anterior, contou com o trabalho político de importantes  filhos da terra, dentre eles o Pe. Joaquin Augusto Vieira, que sucedeu o Cel Leopoldo na intendência, o farmacêutico Urbino de Sousa Viana, figura notável pela sua formação humanística,  além do Capitão Júlio Bernardo de Brito, Francisco Brasil Rodrigues da Silva e o rico fazendeiro Job Marques Leão, em cuja residência acolheu os protagonistas do grande acontecimento, como bem prova uma histórica fotografia da época..

Nas duas décadas seguintes, a história de Paramirim foi pontuada por sérios acontecimentos políticos pela posse do poder, alguns deles marcados por conflitos à mão armada, como ocorreu em 1911 e 1912. Fortalecido pelo apoio do seu segundo sogro, o Capitão Francisco Brasil que havia participado da campanha de transferência da sede conseguiu sobrepujar o seu desafeto adversário Felipe Jose Cardoso assumindo o comando do município, nele permanecendo por vários anos consecutivos.

No final da década de 30, dois fatos relevantes acontecem na história do Município. Pelo Decreto-lei n° 10.724, de 30 de março 1938, a vila de Paramirim é elevada à categoria de cidade, permanecendo a sede dos demais distritos na condição de vila até os dias atuais. Ressaltamos que esse fato pouco lembrado muito menos comemorado é uma importante efeméride de Paramirim, relegada ao esquecimento. A mesma consideração também tecemos em relação ao decreto municipal n° 41, de 15 de novembro de 1939 pelo qual quatro logradouros de Paramirim receberam denominações oficiais em homenagem ao cinquentenário da Proclamação da República. Fato que nunca mais se repetiu ao longo dos demais capítulos de nossa empobrecida história por conta do fracasso de uma suposta meritocracia, longe de ser alcançada.

Pelo patriótico decreto, nascido da lavra do Secretário da Prefeitura,  investido na função de prefeito interino do município, cidadão Uysses Cayres Britto, Secretariado pela Senhorita Maria Benita Vieira foram homenageados quatro vultos da pátria que se destacaram para a queda do Império com a seguinte justificativa: O prefeito municipal de Paramirim no uso de suas atribuições e associando-se às homenagens que nesta data são prestadas aos grandes vultos da Proclamação da Republica, dentre os quais  figuram os nomes inolvidáveis do Marechal Deodoro da Fonseca, Quintino Bocaiuva,   Benjamim Constant e o Marechal Floriano Peixoto, DECRETA:

Ficam denominadas, respectivamente Praça Marechal Deodoro – a atual Praça do Monte Cristo, Rua Quintino Bocaiuva, a atual Rua do Desterro, Rua Benjamim Constant, a atual Rua São Raymundo Nonato, Travessa Marechal Floriano – a atual Travessa do Funil.

Dessa forma, registramos que na corrida das denominações de ruas da cidade de Paramirim, o prefeito interino do Município Ulysses Cayres saiu na frente e o Decreto Municipal n° 41 de 15 de novembro de 1939, foi o primeiro ato administrativo a oficializar essa medida, para o qual tecemos louvores pelo caráter meritório do mesmo. Mas como o carrossel dos fatos nunca para de girar, os janeiros se sucederam, novas nomenclaturas surgiram: a Praça Marechal Deodoro virou Praça Pe. Benvindo, a Quintino Bocaiuva é a atual Rua Cel Hermenegildo Ribeiro de. Magalhães, a Benjamim Constant passou a chamar Rua Dr. José Bernardino de Sousa Leão e a Marechal Floriano Peixoto é a conhecidíssima Rua Padre Augusto Vieira, aquela que nasce no beco da Prefeitura Moral da história: os vultos nacionais cederam lugar aos próceres locais.

Paramirim, 10 de abril de 2021

Prof. Domingos

Fonte: Facebook de Domingos Belarmino.

Luis Carlos Billhttps://focadoemvoce.com/
Luiz Carlos Marques Cardoso (Bill) trabalha de forma amadora com fotografia e filmagem. Ele gerencia atualmente dois sites: um de notícias e um pessoal. Está presente nas redes sociais, como no Instagram e Facebook, e tem um canal no YouTube com uma variedade grande de vídeos referentes à região da Chapada Diamantina e do Sertão brasileiro. Sua formação profissional é a de Contador.

1 COMENTÁRIO

  1. É confortante e ao mesmo tempo de muita resposabilidade para mim, na condiçâo filho, ter conhecimento dos fatos narrados pelo Historiador, Prof. Domingos.
    O velho Ulysses teve somente 2 anos de curso escolar, mesmo assim alternados, pois à época não havia escola pública, e vez por outra aparecia um professor que ministrava aulas particulares.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Fique Conectado

5,996FãsCurtir
3,600SeguidoresSeguir
105,000InscritosInscrever

Anuncie Aqui

Anunciando sua marca, produto ou serviço nesta página você terá a garantia de visibilidade entre usuários qualificados. São mais de 15.000 usuários únicos e 200.000 visualizações mensais.

Mais Artigos

https://www.fapjunk.com https://fapmeister.com
200 tl bonus veren siteler bonus veren siteler deneme bonusu salutepalace.com seabahis giriş seabahis seabahis