28.7 C
Paramirim
16 de maio de 2021
Início Paramirim Primeiro casamento de um membro da família Magalhães com uma descendente da...

Primeiro casamento de um membro da família Magalhães com uma descendente da família Leão em Paramirim

Natural de Serro, Minas Gerais, o Pe. Thomé Fernandes Leão estabeleceu-se em Lagoa Clara, Macaúbas, Bahia, entre os anos de 1816 a 1830, época da fundação da capela dedicada a Nossa Senhora Santana, erguida nessa localidade. Pelo que se sabe esse sacerdote deixou quatro filhos com Francisca Maria da Silva, reconhecidos no seu testamento: Fernando Augusto Leão (Pe.), Rita Custódia de Mesquita Leão, Maria Custódia de Mesquita Leão e Thomé Fernandes Leão.

Com base nessas informações, o Padre Thomé Fernandes Leão, falecido em 1844, pode ser, sem nenhuma sombra de dúvidas, considerado o introdutor da família Leão no Vale do Paramirim, também presente em Macaúbas e Botuporã.

Sua filha Maria Custódia de Mesquita Leão ( falecida em 9 de janeiro de 1891, na povoação de Canabrava dos Caldeiras, Caetité, Bahia ) teve como esposo o macaubense Severino da Silva Marques, com o qual procriou os filhos: Job  Marques de Leão ( Cel.), Hernelino Marques de Leão (Monsenhor) Severino Marques de Leão, Pedro Marques de Leão (Cel.), ignez Brasília de Leão e Rita  Mesquita de Leão, que ao se casar com Joaquim Honorato Cardoso (Quincas Belo) tornou-se conhecida com o nome de Rita Bela Leão.

Enquanto isso, a família Magalhães, representada por Antônio e Luís Ribeiro, estabelecida no final do Sec. XVIIII às margens do rio Paramirim, também se projetava pelos bens adquiridos e pelos filhos procriados. Casado com a brasileira Maria Joaquina da Conceição (natural de Piatã), o Capitão Antônio Ribeiro deixou 13 filhos do casal, dentre eles Demétria Rosa de Magalhães que se casou com João Afonso de Macedo, pais de Maria Rosa de Magalhães, casada com o Cel Liberato José da Silva, chefão de Água Quente e comandante superior da Guarda Nacional por quase quarenta anos.

Sem fugir às regras da época, O coronel Liberato deixou com Maria Rosa de Magalhães (neta de Antônio Ribeiro) mais de uma dúzia de rebentos, todos nascidos do ventre maternal de sua legítima esposa, dentre eles o capitão José de Magalhães e Silva, falecido antes de 1891 nos rincões de Macaúbas.

Estabelecidas estas bases familiares, podemos afirmar que o primeiro casamento d3 descendentes das famílias Ribeiro de Magalhaes e Leão ocorreu na segunda metade do século XIX através do casamento do Capitão José de Magalhães e Silva (bisneto do Capitão Antônio Ribeiro de Magalhães) com Ignez Brasília de Leão, (neta do Padre Thomé Fernandes Leão.  Antes desse enlace nada foi encontrado que pudesse contrapor às nossas colocações.

O casal José de Magalhães e Silva e Ignez Brasília de Leão, matriz genealógica desse inédito consórcio não teve vida longa. Ignez Brasília faleceu prematuramente em junho de 1891 e o Capitão José de Magalhães partiu para o andar de cima cinco ou seis mais cedo. Do enlace matrimonial de ambos nasceu Liberato Agnez Leão, vulgo Liberatinho, que se tornou deputado estadual por mais de um mandato. Casou-se com uma prima carnal, a professora Josephina Maria Marques, nascida em outubro de 1880 e ambos procriaram os filhos Nelson Agnes Leão (vitimado por um atropelamento de automóvel no Rio de Janeiro) e Hermelino Agnez de Leão, formado em medicina, em 1925, mais tarde radicado em Ourinhos, São Paulo, onde faleceu em 1973. Deixou vários filhos. Assim, encerro essa parte da história do primeiro casamento de um Magalhães com uma descendente da família Leão, no Vale do Paramirim, com gerações vivas para endossar nossa narrativa.

Paramirim, 8 de abril de 2021

Prof. Domingos

Fonte: Facebook de Domingos Belarmino.

Luis Carlos Billhttps://focadoemvoce.com/
Luiz Carlos Marques Cardoso (Bill) trabalha de forma amadora com fotografia e filmagem. Ele gerencia atualmente dois sites: um de notícias e um pessoal. Está presente nas redes sociais, como no Instagram e Facebook, e tem um canal no YouTube com uma variedade grande de vídeos referentes à região da Chapada Diamantina e do Sertão brasileiro. Sua formação profissional é a de Contador.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Fique Conectado

5,996FãsCurtir
3,600SeguidoresSeguir
105,000InscritosInscrever

Anuncie Aqui

Anunciando sua marca, produto ou serviço nesta página você terá a garantia de visibilidade entre usuários qualificados. São mais de 15.000 usuários únicos e 200.000 visualizações mensais.

Mais Artigos