19.7 C
Paramirim
29 de março de 2020
Início Paramirim Prefeitura de Paramirim interdita balneário, suspende transporte público e manda restringir atendimentos...

Prefeitura de Paramirim interdita balneário, suspende transporte público e manda restringir atendimentos em diversos estabelecimentos

A Prefeitura de Paramirim acaba de publicar um novo decreto com diversas determinações para a prevenção e o combate ao coronavírus.

Leia abaixo:

Art. 1º. Para enfrentamento da emergência de saúde decorrente do novo Coronavírus, fica determinada a suspensão de funcionamento, pelo prazo de 15 dias, a contar de 22 de março a 05 de abril de 2020, do atendimento presencial ao público nos seguintes estabelecimentos comerciais e atividades:

I. Lojas de comércio varejista e atacadista;

II. Restaurantes, bares, lanchonetes, barracas, trailer e similares;

III. Associações recreativas e similares;

IV. Hotéis, hospedarias e pousadas, para pessoas oriundas do exterior ou municípios com casos confirmados de Coronavírus;

V. Locais de eventos e similares;

VI. Quaisquer outros serviços privados de atendimento ao público, não expressamente excetuados no presente Decreto.

§ 1º. Os estabelecimentos comerciais deverão manter fechados os acessos do público ao seu interior.

§ 2º. Fica autorizado o funcionamento exclusivamente de serviços de entrega (delivery) de restaurantes, lanchonetes e demais estabelecimentos de gêneros alimentícios.

Art. 2º. A suspensão a que se refere o artigo 1º deste Decreto não se aplica aos seguintes estabelecimentos:

I. Serviços de saúde, excetuando-se os serviços ambulatoriais eletivos das redes públicas e privadas;

II. Farmácias, assistência médica e hospitalar;

III. Supermercados, minimercados, açougues, peixarias, hortifrutigranjeiros e sacolões, mediante controle de acesso para não gerar aglomeração de pessoas;

IV. Lojas de venda de alimentação para animais;

V. Distribuidores de gás;

VI. Lojas de venda de água mineral;

VII. Padarias e delicatesses;

VIII. Geração, transmissão e distribuição de energia elétrica;

IX. Tratamento e abastecimento de água;

X. Captação e tratamento de esgoto e lixo;

XI. Processamento de dados ligados a serviços essenciais;

XII. Segurança privada;

XIII. Serviços funerários;

XIV. Bancos e cooperativas de crédito;

XV. Postos de combustível e

XVI. Outros que vierem a ser definidos em ato expedido pela Secretaria Municipal de Saúde.

Art. 3º. Os estabelecimentos referidos no caput do artigo anterior deverão adotar as seguintes medidas:

I. Intensificar as ações de limpeza;

II. Disponibilizar na entrada do estabelecimento e em lugares estratégicos de fácil acesso, álcool em gel aos seus clientes e funcionários;

III. Divulgar informações acerca da COVID-19 e das medidas de prevenção;

IV. Fazer a utilização, se necessário, do uso de senhas ou outro sistema eficaz, a fim de evitar a aglomeração de pessoas dentro do estabelecimento aguardando atendimento.

Art. 4º. Fica interditado pelo prazo de dia 15 dias, podendo ser prorrogado por igual período, o banho no Balneário do Rio Paramirim e o funcionamento de todas as instalações e estabelecimento de lazer localizados às suas margens.

Art. 5º. Fica suspenso o funcionamento do Transporte Público Municipal, por tempo indeterminado.

Art. 6º. Incumbirá às Secretarias municipais competentes, contando com o apoio da GM, fiscalizar o cumprimento das disposições deste Decreto.

Art. 7º. O não cumprimento de qualquer das medidas estabelecidas no presente decreto caracterizar-se-á como infração à legislação municipal e sujeitará o infrator às penalidades e sanções aplicáveis.

Art. 8º. Os sepultamentos e velórios deverão restringir a presença de pessoas simultaneamente, vedado a aglomeração no entorno das dependências. Também fica proibido o fornecimento e consumo de alimentos em velórios, podendo ser oferecido pela empresa funerária somente o café, chá e os copos descartáveis, observadas as recomendações de higienização do Ministério da Saúde.

Art. 9º. Fica a Secretaria Municipal de Saúde, responsável por difundir em seus canais a recomendação para que toda população busque permanecer em suas casas, bem como das medidas de precauções caso seja necessário o deslocamento para qualquer local, em decorrência de eventual urgência ou necessidade.

Art. 10. Ficam suspensas as atividades nas academias, pelo prazo de 30 dias, a partir do dia 22 de março de 2020, podendo este prazo ser prorrogado por igual período, ou estendido indeterminadamente, a fim de evitar a proliferação do novo Coronavírus (COVID-19).

Art. 11. Os casos omissos serão dirimidos pela Secretaria Municipal de Saúde.

A decisão vai ao encontro do que moradores vinham pedindo nas redes sociais.

Esse é o quarto decreto relacionado ao coronavírus publicado pela prefeitura nos últimos dias. O primeiro foi publicado na quarta-feira (18) e, entre outras medidas, suspendeu as aulas na rede municipal por 30 dias e restringiu parcialmente o acesso aos prédios da administração municipal. Também foi suspensa a realização de eventos coletivos/festivos.

Ontem (20) foi publicado o segundo decreto. O documento declarou situação de emergência no âmbito da Saúde Pública no município e determinou restrições e suspensões de serviços públicos na área.

Também nessa sexta, um terceiro decreto determinou que na feira-livre “somente poderão ser comercializados gêneros alimentícios e de limpeza”. A determinação vale para os dias 21 de março (hoje) e 03 de abril. O dia 28 não foi incluído no documento provavelmente por erro de digitação. É possível que seja publicado outro texto, acrescentando essa data.

No mesmo dia, a Secretaria Municipal de Saúde informou que “o município de Paramirim possui 02 casos suspeitos (de coronavírus), que tiveram as amostras coletadas e enviadas para o Laboratório Central de Saúde Pública (LACEN) e aguarda os resultados. Ambos estão em isolamento domiciliar e sendo monitorados pela Vigilância Sanitária e Epidemiológica”. Segundo o último boletim, divulgado na noite de hoje (20), não houve alteração nesse número. Vale registrar que até o momento não há nenhum caso confirmado da doença no município.

Fonte: Paramirim Agora.

Luis Carlos Billhttps://focadoemvoce.com/
Luiz Carlos Marques Cardoso (Bill) trabalha de forma amadora com fotografia e filmagem. Ele gerencia atualmente dois sites: um de notícias e um pessoal. Está presente nas redes sociais, como no Instagram e Facebook, e tem um canal no YouTube com uma variedade grande de vídeos referentes à região da Chapada Diamantina e do Sertão brasileiro. Sua formação profissional é a de Contador.

1 COMENTÁRIO

  1. ESSA É UMA MEDIDA DE FUNDAMENTAL IMPORTÂNCIA EFETIVADA PELO PREFEITO GILBERTO BRITO. ELE AGIU EMBASADO NO PODER DE POLÍCIA QUE LHE É CONFERIDO PELO DIREITO ADMINISTRATIVO. SÃO CASOS EXCEPCIONAIS, MAS DE GRANDE E EXTREMA NECESSIDADE PARA O ENFRENTAMENTO DA SAÚDE PÚBLICA NO MUNICÍPIO.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Fique Conectado

5,991FãsCurtir
3,600SeguidoresSeguir
105,000InscritosInscrever

Anuncie Aqui

Anunciando sua marca, produto ou serviço nesta página você terá a garantia de visibilidade entre usuários qualificados. São mais de 15.000 usuários únicos e 200.000 visualizações mensais.

Mais Artigos