26.9 C
Paramirim
24 de novembro de 2020
Início Esportes Por onde anda este Jogador: Dilermando

Por onde anda este Jogador: Dilermando

Dilermando Martins Neves, filho de Edmundo Neves e D. Néa Martins Neves. Nascido em Paramirim. Pai de dois filhos. Reside em Feira de Santana e exerce a profissão de Médico na mesma cidade.

Jogou na seleção de Jequié, atuando também pelo Leônico/Ba. Soube que jogou também em São Paulo em um time chamado Nacional (Segunda Divisão).

Foi um excelente jogador, atuando como ponta de lança. Tinha um chute potente. Tive oportunidade de jogar ao seu lado contra o time de Livramento.  Ele me apelidou de “Jeguinho”, pois nos treinos no campo da “Lixa” eu não o respeitava e jogava duro em cima dele.

Dilermando juntamente com João Tanajura (Dua) formou a famosa Dupla Infernal no ano de 1970 jogando pelo Jequié no Campeonato Baiano daquele ano. Manchetes de jornais da época comentavam de um possível interesse de uma equipe italiano por eles.

O visitante do nosso Site, o senhor Antônio Luiz Tanajura colabora com o Site ao nos enviar para publicar o texto acima, já o amigo Marcos Tanajura nos forneceu as imagens. Agradecemos aos dois por colaborar com a História de Paramirim.

Luis Carlos Billhttps://focadoemvoce.com/
Luiz Carlos Marques Cardoso (Bill) trabalha de forma amadora com fotografia e filmagem. Ele gerencia atualmente dois sites: um de notícias e um pessoal. Está presente nas redes sociais, como no Instagram e Facebook, e tem um canal no YouTube com uma variedade grande de vídeos referentes à região da Chapada Diamantina e do Sertão brasileiro. Sua formação profissional é a de Contador.

2 COMENTÁRIOS

  1. Faltam mais informações pois joguei no independente de Ipiau onde me destaquei, Flamengo de Jequié ( campeão ) + seleção de Jequié ( campeão do Intermunicipal de 1969 e artilheiro do torneio ) + AD Jequié , Bahia, Ypiranga , Leônico e Flu de Feira de Santana. Falei

  2. Lembro-me de um lance em que Dilermando, no chamado Campo da Lixa, integrando uma equipe de adolescentes, se não me falha a memória, chamada Tupy, chapelou três zagueiros e, inclusive o goleiro, marcando um dos mais belos gols já vistos em toda a minha vida.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Fique Conectado

5,996FãsCurtir
3,600SeguidoresSeguir
105,000InscritosInscrever

Anuncie Aqui

Anunciando sua marca, produto ou serviço nesta página você terá a garantia de visibilidade entre usuários qualificados. São mais de 15.000 usuários únicos e 200.000 visualizações mensais.

Mais Artigos