25.8 C
Paramirim
28 de julho de 2021
Início Nota de Falecimento Maria Almeida Correia Ferreira - Por Antônio Gilvandro

Maria Almeida Correia Ferreira – Por Antônio Gilvandro

UMA PESSOA INESQUECIVEL. Não poderia eu olvidar uma velha amiga que partiu silenciosa e inesperadamente. Esta figura imponente não seria outra senão Maria Almeida Correia Ferreira, conhecida carinhosamente por Mocinha. Tomado de surpresa, eu soube de sua partida, mas confesso que voltei à sensação de paz porque bem conheci o trilhar desta notável mulher e, por isso, sei que deixou rastro indelével na sociedade e mui especialmente em tantos corações. Humilde, séria, profundamente inteligente, era portadora de uma memória prodigiosa. Uma historiadora nata, guardava detalhes históricos, em especial de nosso Município, que partilhou tantas vezes para mim, enriquecendo-me no conhecimento de fatos que me encantavam porque me faziam ver de perto e de maneira palpável o que foi o Paramirim. E isto me interessava bastante, uma vez que contribuía para que eu conhecesse esta terra a que tanto amo! Não se pode amar o desconhecível! Sou-lhe profundamente grato por isto e mais que isto! Grande amiga de minha saudosa Mãe, estudaram juntas o primário todo na escola pública com a Prof. Lídia Eugênia do Bonfim. Da mesma faixa etária, costumavam frequentar festas e piqueniques, tudo, como diziam-me ambas, num clima de coleguismo muito fraterno. Casaram-se no mesmo ano e ela era muito estimada pela minha avó paterna Prof. Francina Alkmin Neves que elogiava muito a inteligência da moçoila, pois sempre se comentavam. Tive a ventura de enriquecer minha cultura com muitas informações que a gentil historiadora me repassou! Lembrei-me de Carlos Drumond de Andrade que afirmou: “Mas as coisas findas, muito mais que lindas, essas ficarão”.  Por esta razão, é que não consigo falar para o público que o pouco que sei sobre nossa História devo também a esta ilustrada Mulher que, apesar de não ter tido a oportunidade de transpor os umbrais de uma Universidade, ainda assim possuía inteligência rutilante. De uma delicadeza cativante, não me esqueço de um de seus gestos para comigo: todo dia de meu aniversário ela mandava celebrar uma missa em ação de graças a Santo António para mim! Estudiosa, expert em palavras cruzadas, mesmo com seus 94 anos, era muito lúcida, não se envelheceu! Que nome bem escolhido se lhe deram na vida! MOCINHA!!! Isto traduz o seu modus vivendi!  São célebres as palavras do sociólogo argentino José Ingenieros: “Jovem é todo aquele que, em qualquer idade, olha para trás sem sentir vergonha”. Gratidão eterna à minha sempre jovem amiga! Prossiga no céu exclamando para animar muita gente desiludida as palavras do poeta carioca William Cândido: “Não sou Velho. Sou jovem a mais tempo!!!”

Autor: Antônio Gilvandro Martins Neves.

Luis Carlos Billhttps://focadoemvoce.com/
Luiz Carlos Marques Cardoso (Bill) trabalha de forma amadora com fotografia e filmagem. Ele gerencia atualmente dois sites: um de notícias e um pessoal. Está presente nas redes sociais, como no Instagram e Facebook, e tem um canal no YouTube com uma variedade grande de vídeos referentes à região da Chapada Diamantina e do Sertão brasileiro. Sua formação profissional é a de Contador.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Fique Conectado

5,996FãsCurtir
3,600SeguidoresSeguir
105,000InscritosInscrever

Anuncie Aqui

Anunciando sua marca, produto ou serviço nesta página você terá a garantia de visibilidade entre usuários qualificados. São mais de 15.000 usuários únicos e 200.000 visualizações mensais.

Mais Artigos