34.2 C
Paramirim
14 de abril de 2021
Início Fotos Antigas Esqueceram-se do Inesquecível - Milton Caires de Brito

Esqueceram-se do Inesquecível – Milton Caires de Brito

ESQUECERAM-SE DO INESQUECÍVEL.

Como conterrâneo de Milton Caires de Brito, nascido nas mesmas áridas plagas aguaquentense, sinto vergonha dos efeitos nas nossas consciências dessa verdadeira e justa afirmação postada pela sua filha Marusia com os mesmos sentimentos fraternos de Ronan.

Nos idos de 1978 eu adentrava nos umbrais da Faculdade de Direito da UFBA e residia no apt. 501 do Edifício Júpiter no Corredor da Vitória, juntamente com o inolvidável amigo e primo Raimundo Viana Cardoso, (figura humana inigualável, depositário do meu apreço e consideração). Dentre os inúmeros benefícios que Raimundo me fizera, um deles foi levar-me à EBRATE – Empresa situada no Corredor da Vitória há poucos metros do Edf. Júpiter, para apresentar-me ao então Diretor o Ilustre sertanejo Dr. Milton Caires de Brito que já era um grande amigo de meu pai. Depois de ocupar toda a tarde de Dr. Milton, de lá saímos às 7 (sete) horas da noite, imaginem a delícia do bate-papo! Ao despedirmos, Milton nos acompanhou até à porta, abraçou-me e me disse: “volte amanhã à tarde que preciso continuar a conversa com você”. Para mim, receber aquele convite de uma pessoa possuidora dos melhores adjetivos, foi sem dúvidas um prazer e elogio imensuráveis.

Aquele dia fora o primeiro de muitos encontros com Dr. Milton.

Fomos solidários e unos quando enfrentamos naquela ocasião as “comemorações do pseudo centenário de Paramirim” arregimentado pelo então prefeito, o amigo José Barbosa Leão, que a qualquer custos, queria comemorar uma “Lei que criara o município de Paramirim em 1878, desmembrando-o de Água Quente”, lei essa, imediatamente revogada pelo Governador da Bahia, a pedido do Cel. Liberato José da Silva (Líder de Água Quente). O que somente veio acontecer em 1902, através de outra lei.

Com Dr. Milton tive uma amplitude de conhecimentos em todas as vertentes. Jornalista nato, Político por vocação, Médico por “acidente de percurso”, não dedicava! Inteligente, culto, filósofo, sociólogo, visionário!

Certa vez, foi convidado por Milton para acompanhá-lo a uma visita, prontamente o acompanhei e sem sequer imaginar a quem seria me deparei na casa de seu grande amigo, o casal Jorge Amado e D. Zélia Gathai.

Jorge Amado o chamava de “Mil Tons”, imaginem o reconhecimento do intelectual Jorge Amado por Milton! A conversa invadiu a tarde e alcançou o virar dos ponteiros do relógio na parede da sala, papo irrigado aos sucos de cacau e jabuticaba.

Com Dr. Milton participei de reuniões entre ele e os políticos de saudosas memórias Rômulo Almeida, Colbert Martins, Chico Pinto. Milton era admirador profundo do ex senador Josaphat Marinho, mesmo possuindo posições ideológicas antagônicas.

Dr. Milton quando Deputado Federal pelo Estado de São Paulo teve um desempenho preponderante para aprovação do Projeto de Aposentadoria para o Trabalhador Rural, dentre outros inúmeros projetos.

Milton me dizia que um dos seus sonhos seria ver uma avenida circundando a Lagoa de Paramirim. Pena que não lhe foi dado o tempo suficiente para vê-la construída, inclusive pelo seu sobrinho, então Prefeito. Mas, com certeza Deus lhe poupou da decepção de ver aquele seu sonho, que merecidamente deveria ser denominado com o seu Nome, ser distinguido com o nome de um Governador que pouco fez pelo Estado da Bahia o Sr. Cesar Borges.

Aqui neste ensejo faço um apelo aos Ilustres Vereadores a quem compete à denominação de logradouros públicos, que em obediência a Lei vigente que proíbe a denominação desses logradouros públicos com nomes de pessoas vivas, que substitua o nome de Avenida Gov. Cesar Borges para AVENIDA DEPUTADO MILTON CAIRES DE BRITO, para fazer jus à história, acredito que o atual Prefeito Gilberto Martins Brito, não irá contra.

Sempre que ministro Palestras, especialmente no setor da Educação, me refiro a esse Grande e valoroso sertanejo.

Estimados Ronan e Marusia solidarizo-me com o que dizem. É lamentável que os municípios de Érico Cardoso e Paramirim não tenham tido nas últimas décadas Gestores Municipais afeitos às questões culturais, e sim verdadeiros “Estrupícios da história”. No caso em apreço, o seu primo na condição de Gestor por 4 (quatro) mandatos nada fez pela cultura e sequer pela preservação do Patrimônio Arquitetônico Municipal. Os casarões históricos da região, que ainda não desabaram estão em estados deploráveis. Entendem de forma nefasta os “profissionais da política” que a Cultura é um apêndice inflamado da Educação! Mal sabem eles que a Educação não vive sem a Cultura, entretanto, a Cultura vive a Educação!

Merecidamente, Paramirim tem uma avenida com o nome de Dr. Nelson Caires de Brito e um Centro Cultural com o nome de Dr. Nabor Caires de Brito, entretanto nada denominado com o nome do terceiro irmão, o que me atrevo a dizer –, o mais inteligente deles, DR. MILTON CAIRES DE BRITO.

O patrimônio humano está sendo esquecido, lamentavelmente! O que será das gerações futuras sem a identidade do passado?

Em Érico Cardoso que possui tantos nomes de importância histórica, os logradouros são assim denominados: RUA DA USINA; RUA DOS ARTISTAS; RUA DA MATERNIDADE; RUA DA INDEPENDÊNCIA; TRAVESSA DA USINA; RUA DA PONTE… etc. Certa vez na administração do Prefeito Dr. Miguel Tanajura, sugerir a ele e ao então Presidente da Câmara de Vereadores que fossem substituídos tais denominações dessas Ruas, colocando os nomes de nossos vultos históricos, eis a resposta que obtive de ambos: “Qetá moço com essa velharia!” Lamentável!

Pontofinalizando cumpro o dever de explicitar o quanto sou grato a esses conterrâneos que foram a argamassa e as colunas da minha construção filosófica e apreciador das Letras: DR. MILTON CAIRES DE BRITO, DR. ANTÔNIO CARLOS LEÃO MARTINS e DR. ANTÔNIO MEDRADO DE ALCÂNTARA.

Délio Martins

Escritor e Historiador

Membro da AGL

Casa dos Caires, situada na Malhada, vizinha ao povoado da Muchilãnia, em Érico Cardoso.

Luis Carlos Billhttps://focadoemvoce.com/
Luiz Carlos Marques Cardoso (Bill) trabalha de forma amadora com fotografia e filmagem. Ele gerencia atualmente dois sites: um de notícias e um pessoal. Está presente nas redes sociais, como no Instagram e Facebook, e tem um canal no YouTube com uma variedade grande de vídeos referentes à região da Chapada Diamantina e do Sertão brasileiro. Sua formação profissional é a de Contador.

1 COMENTÁRIO

  1. Caro Delio, com profunda emoção li o seu texto sobre meu pai. Ele amava profundamente essa terra. Através dele nós aprendemos a ama-la. Fico feliz que vocês tenham se conhecido e que ele esteja na sua memória. Muito obrigada pelas palavras tão carinhosas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Fique Conectado

5,996FãsCurtir
3,600SeguidoresSeguir
105,000InscritosInscrever

Anuncie Aqui

Anunciando sua marca, produto ou serviço nesta página você terá a garantia de visibilidade entre usuários qualificados. São mais de 15.000 usuários únicos e 200.000 visualizações mensais.

Mais Artigos