19.7 C
Paramirim
29 de março de 2020
Início Sem categoria Conversando sobre o Coronavírus

Conversando sobre o Coronavírus

– Este vírus veio para acabar com a sacanagem do mundo – disse João.

– Como assim, João? – indaga José curioso. – Acabar com a sacanagem do mundo.

– Isso mesmo. Este mundo está pervertido, uma bagunça dos diabos, ninguém mais acredita em Deus, uma verdadeira zona. Deus nos deus muitos avisos, tivemos todas as chances para mudarmos, o que fizemos, nada, ou apenas debochamos Dele. Ou aprendemos por bem, ou por mal.

– Você está nervoso. Não é nada disto não. Bobagem sua.

– Tenho minhas convicções. Um vírus que não agride crianças. Por que Deus iria querer maltratar os guardiões da Terra? Nossas crianças irão regenerar o solo em que tanto ferimos. Nossa geração foi como peste, devastou, guerreou, brigou, roubou, prostituiu… Olhe para os sinais, apenas para os sinais que nos foram enviados por este vírus perverso. Deus já dissera que se uma folha cai da galha da árvore é por Sua exclusiva vontade. Precisamos escutar os sons naturais que sopram em nossos ouvidos o tempo todo.

– Você tem uma imaginação fértil.

– Deixe-me prosseguir com minhas ponderações. O vírus começou no lodo da sociedade, nos ricos, nos avarentos, nos corruptos… Foram os ricos de recursos os primeiros atacados, mas pobres de espíritos. O normal seria nas favelas, pois são nelas que imperam a miséria, a fome, a desgraça. Deus está nos falando novamente por parábolas. Tudo está solto no ar. Só os incrédulos não consegue captar os avisos celestiais.

– Será? Faz um pouco de sentido.

– O vírus fez a velocidade da loucura humana parar para ver em que abismo estavam caindo. Ninguém tinha mais tempo para pensar, para conversar, para meditar. Todos nós estávamos a correr sempre em busca de dinheiro, riqueza e poder. Veio o vírus e o que ganhamos foi uma gaiola que se assemelha muito com a nossa última morada, o caixão. Tudo está solto no ar, apenas colho. Estamos vendo na pelo o quanto somos cruéis com os animais, com as plantas, com o meio ambiente.

– São verdades.

– Tem mais. Os pecadores da carne, os homens que traem suas esposas, as mulheres que traem seus esposos, são obrigados a ficarem trancafiados um com o outro para ver que a felicidade não é ficar compartilhando corpos em perpetua prostituição, levando doenças e miasmas para os lares. De repente, os homens viram que para viver apenas carecemos de paz de espírito e de saúde. O dinheiro perdeu muito do seu valor. Damos muita importância aos bens materiais, mas saibamos que nada nos pertence. Roma foi a potência em dada época, o sol brilhava em seu vasto território o dia todo. Mataram para manter suas fronteiras, é que em seu solo o vírus achou maior campo para proliferar. Não seria o carma de longas datas e de muitas gerações?

– Estou começando a acreditar em suas deduções.

– O vírus nos mostra que cada profissão é muito importante para o funcionamento da sociedade. Enquanto atletas ganham fortunas, os garis e os profissionais de limpeza de hospitais vivem quase na mendicância. Nesta hora vemos o que realmente é necessário e o que é supérfluo. Enfermeiros doando suas vidas por amor ao que faz e em troca recebem migalhas. Devemos valorizar o indivíduo, a pessoa, o caráter, e não estereótipos falsificados de seres que não aprenderam o que é caridade, fraternidade e amor.

– Nosso mundo já vem há um bom tempo desviando da rota. Será o que as futuras gerações irão fazer? É preciso mudarmos nossos hábitos. A Terra não irá suportar por muito tempo tamanha ignorância com seus recursos naturais.

– Este vírus é mais letal com indivíduos viciados. Ele aponta o caminho que precisamos seguir. Para que bombardeamos nossos órgãos com cigarro, bebidas e drogas? Deveríamos cuidar bem do nosso corpo, mas o que fazemos é intoxicá-lo diariamente. O vírus nos mostrou que devemos ter cuidado com a nossa higiene. Ele fez as pessoas se distanciarem da carne oposta, a promiscuidade diminuiu, pois o contato humano é a via mais fácil para contrair a doença.

– Você tem razão. Como você conseguiu captar todas estas informações?

– Elas estão soltas no ar, como já disse, apenas observo e elas penetram como chuva nos meus neurônios. Outro ponto que o vírus trouxe de positivo a nossa humanidade, ele fez com que as famílias que andavam afastadas voltassem a reunir e a si conhecer melhor. Às vezes é necessário vir o mal para germinal no adubo negro as mais lindas e perfumadas flores. Os dias são difíceis, todavia tenha certeza que desse pavor todo erguerá um novo mundo. É preciso mudarmos, a Terra não suporta mais tanto ignorância. O homem nasceu para dominar a mente, no entanto a maioria de nós somos quase sempre dominados pela força da carne, pelo corpo.

– Você tem razão em suas elucidações. Agora, não acredito muito na humanidade, acho que mesmo com tudo isso pouco irá mudar.

– A natureza tem todo tempo do mundo, depois desta calamidade, outras, com certeza, virão. Acredite, nosso mundo irá melhorará, eu sinto, eu vejo aromas doces no ar. Nosso Brasil terá melhor saúde, melhor educação. Nosso povo voltará a ser mais humanitário. É o que sinto, é o que vejo, será o que irá acontecer com fé em Deus nosso Senhor. Amém!

Luis Carlos Billhttps://focadoemvoce.com/
Luiz Carlos Marques Cardoso (Bill) trabalha de forma amadora com fotografia e filmagem. Ele gerencia atualmente dois sites: um de notícias e um pessoal. Está presente nas redes sociais, como no Instagram e Facebook, e tem um canal no YouTube com uma variedade grande de vídeos referentes à região da Chapada Diamantina e do Sertão brasileiro. Sua formação profissional é a de Contador.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Fique Conectado

5,991FãsCurtir
3,600SeguidoresSeguir
105,000InscritosInscrever

Anuncie Aqui

Anunciando sua marca, produto ou serviço nesta página você terá a garantia de visibilidade entre usuários qualificados. São mais de 15.000 usuários únicos e 200.000 visualizações mensais.

Mais Artigos