Rio Paramirim

Rio Paramirim   A Bacia do Rio Paramirim nasce no município de Érico Cardoso (antiga Água Quente), ao pé da Serra das Almas, localizada esta na Chapada Diamantina, chegando aproximadamente a 1600 metros acima do nível do mar.
Ele possui dois períodos, um no verão, tempo das grandes cheias, outro no decorrer do ano ficando abaixo de Paramirim praticamente seco.
Da nascente até Paramirim recebe água do Córrego da Barra, Rio do Morro do Fogo e do Rio ParamirimPoço (popular Porção). Desse trecho em diante juntam-se a ele o Rio da Caixa, Córrego de Daniel, Caiçara e Rio Juazeiro, esses na margem direita; já na margem esquerda, temos o Riachão, Riacho Mulungu, os Riachos de Boquira, Santa Rosa e Malhada das Varas. 
Sua área é de aproximadamente 17.100 km2. O Rio Paramirim passa por quatorze municípios: Érico Cardoso, Paramirim, Caturama, Rio do Pires, Macaúbas, Ibipitanga, Novo Horizonte, Rio ParamirimBoquira, Ibitiara, Oliveira dos Brejinhos, Brotas de Macaúbas, Ibotirama, Gentio do Ouro e Morpará. Deságua no famoso e lendário Rio São Francisco (Velho Chico).
Na parte que fica no território de Paramirim, entre a serra da Estrelinha e a Serra da Torre, na década de 80 iniciou-se a construção da Barragem do Zabumbão, que viria servir de água potável aos municípios de Paramirim, Tanque Novo, Caturama, Rio do Pires, Botuporã; seu termino se deu após Rio Paramirim10 anos já na década de 90. Possui 58 metros de altura, 340 de extensão, seu lago represa águas numa faixa de 5 km, acolhendo um volume médio de 76.000.000 metro cúbico.
Por fazer parte do Polígono da Seca, esse Rio e seus afluentes vêm a ser uma mina de ouro para todos que a sua volta vivem. Mas, nosso querido Rio vem sofrendo nas mãos dos que ele tanto ajuda. O desmatamento das margens assoreia o leito do rio; a drenagem para um tipo de agricultura Rio Paramirim ultrapassada, onde se usam regos despejando volumosa quantidade de água nas terras levando-as a alto índice de salenidade toma da sua calha rasa quantidade desproporcional para a área que vem a ser abastecida.
Falta esclarecimento para os agricultores e donos de terras, falta maior empenho por parte dos governantes, falta conscientização do povo em respeito ao bem mais valioso da região; para o futuro, se não for feito nade desde já, nossos filhos Rio Paramirim e netos sofrerão por conseqüência do nosso acomodamento. Pode ter petróleo, dinheiro, ouro, sem água à vida na Terra não nasce, se nascer não cresce, e já que não cresce se quer reproduz, pouco menos envelhece. Não adianta achar que o problema venha a ser somente das autoridades, todos nós temos um papel fundamental nesse processo de preservação do meio ambiente. Nosso Planeta está em nossas mãos, somos milhões, se não agirmos em conjunto poderemos Rio Paramirimcolher frutos amargos. Por isso tente fazer a sua parte, pois mesmo sendo pouco ainda assim é bem mais do que nada.

    “Um povo esclarecido jamais passará fome, enquanto que um povo esquecido a própria sorte, esse sim atrai misérias até para as classes altas. Para um mundo melhor o conhecimento vem em primeiro lugar“.
Página Inicial.
2006-2017..... Luiz Carlos M. Cardoso (Bill)..... © focadoemvoce.com